Pimenta faz mal para o fígado? Desvendamos o mistério

Compartilhe!

Para os adoradores daquela ardência querida de todo dia, uma pergunta que levanta muitas dúvidas é se a pimenta faz mal para o fígado. Aliás, nem precisa ser expert no assunto para saber que esse tempero anda conquistando o gosto, a cozinha e a língua de milhares de brasileiros.

Especiaria que proporciona sabores exóticos e deixa qualquer receita ainda mais suculenta, engana-se quem pensa na pimenta apenas para preparar temperos e molhos. Com certeza ela também transforma simples pratos em maravilhas gastronômicas.

Além do mais, fora seu gosto picante, essa especiaria também apresenta benefícios à saúde, como ações anti-inflamatória e antioxidante. Afinal, todos nós sabemos que a alimentação rica em nutrientes, naturais e balanceadas são ideais para manter a saúde a mil.

Contudo, algumas vezes ficamos frente a diversas dúvidas em relação a certos alimentos e seu consumo ideal. Por fim, a pimenta faz mal para o fígado? Mas como consumir com segurança? As respostas estão neste artigo e começam a partir de agora.

Pimentas em Promoção na Amazon
Você deseja comprar boas pimentas e sem sair de casa? Nós recomendamos a Amazon.com.br. Clique no botão abaixo e confira as opções de Pimentas vendidas na maior loja virtual do Brasil.

O problema é no fígado ou no estômago?

É comum que você possa ter um problema no estômago, mas acha que é no fígado. Assim como outras pessoas costumam falar que não comem pratos apimentados pois não se sente bem do fígado. Ou seja, se alguém fala que está com azia, “empanzinada”, com refluxo e queimação, o problema pode não ser o excesso de acidez estomacal.

Aqui, o problema pode ser a ausência do próprio ácido. Dessa forma, saiba que esse problema não ocorre por causa do consumo de pimenta. O problema é a dificuldade do corpo em digerir nutrientes como gorduras e proteínas.

Como resultado, as proteínas ficam mais tempo no intestino, fermentando e causando a produção excessiva de gases. A partir de então, esses gases geram a cólicas, desconfortos abdominais, acidez intestinal e estufamento.

Outro caso que contribui para o mesmo quadro clínico é a alteração da bile. Ou seja, ao ser fabricada pelo fígado, ela é estocada na vesícula. Assim, ela fica espessa e forma uma substância biliar que não é usada de forma correta pelos alimentos.

Em suma, duas funções essenciais à bile ficam problemáticas: a emulsificação de gorduras que facilitam a digestão e a neutralização da acidez estomacal. Como resultado, há um excesso ácido no duodeno, causando inflamações intestinais que podem virar até úlcera.

Pimenta faz mal para o fígado? Desvendamos o mistérioPimenta faz mal para o fígado? Desvendamos o mistérioPimenta faz mal para o fígado? Desvendamos o mistérioPimenta faz mal para o fígado?

Benefícios e a dúvida se pimenta faz mal para o fígado

Em geral, as pimentas mais populares contêm um princípio ativo chamado a capsaicina. Neste caso, fazem parte a dedo-de-moça, a cumari (que tem frutos bem pequenos), a malagueta, a pimenta-bode e a pimenta de cheiro. Ou seja, as variedades têm ação diferente entre elas, variando na concentração da capsaicina.

Mesmo assim, antes de conferir se a pimenta faz mal para o fígado, saiba que todas podem ser apreciadas de forma igual. Embora algumas pessoas não aguentem as mais picantes do mundo, é essencial ter ciência de elas auxiliam na proteção do fígado graças aos seus antioxidantes.

Assim, ele consegue combater toxinas como os radicais livres, neutralizando ainda diversos outros perigos ao órgão. Entretanto, seus benefícios vão além, pois as pimentas podem ajudar no controle do açúcar no sangue, essencial para manter até mesmo o pâncreas saudável.

O consumo de pimentas ajuda a controlar o nível do colesterol, a digestão e ainda são anti-inflamatórias, prevenindo a origem de fibroses e as causas da cirrose hepática. Com isso, fica claro que suas indicações são boas para nossa saúde.

Quando a pimenta faz mal para o fígado

O importante neste tópico é saber de que forma produtos e alimentos podem atacar seus órgãos. Para isso, é preciso distinguir o uso da pimenta nos temperos e na culinária dos demais condimentos.

Pimentas em Promoção na Amazon
Você deseja comprar boas pimentas e sem sair de casa? Nós recomendamos a Amazon.com.br. Clique no botão abaixo e confira as opções de Pimentas vendidas na maior loja virtual do Brasil.

Como dica valiosa, recomendamos a pimenta apenas para a alimentação, evitando condimentos industrializados e molhos à base da especiaria. Tudo porque os molhos têm a presença de inúmeros produtos químicos, como estabilizantes e conservantes. Eventualmente, eles vão danificar o sistema digestivo, atacando intestinos, fígado e estômago.

Para evitar a dúvida de que pimenta faz mal para o fígado, resolva o problema comprando apenas a malagueta em garrafada. Assim, na sua casa, você troca o recipiente por um frasco ou pote. Para melhorar a higiene, passe uma peneira e lave bem para remover a química restante.

Dessa forma, fica fácil e saudável jogar as pimentas no outro pote, com cachaça e de boca larga. Entretanto, você pode usar outro conservante para manter a especiaria, como o vinagre de vinho branco.

O resultado é uma pimenta mais suave e gostosa. Em todo caso, para quem preferir optar pelo uso de azeite ou óleo, muito cuidado. Isso porque a pimenta acaba ficando ardida até demais.

Pimenta faz mal para o fígado? Desvendamos o mistérioPimenta faz mal para o fígado? Desvendamos o mistérioPimenta faz mal para o fígado? Desvendamos o mistérioPimenta faz mal para o fígado?

A relação saudável entre pimenta e fígado

Você sabe que existem pimentas variadas no ardor, das suaves às violentas, que fazem chorar e aquecem até a alma. Por esse lado, é certo que toda receita pode ficar uma delícia, variando apenas o gosto da pessoa. Sem contar os temperos finos que consistem apenas numa pitadinha para arrancar elogios.

Mesmo assim, atualmente, até mesmo as receitas mais docinhas vêm acompanhadas pelo toque único das pimentas. Exatamente, os pratos e refeições salgadas estão perdendo terreno para a ardência das pimentas.

Exemplo claro disso são os brigadeiros apimentados. Isso acaba aumentando o drama, sobre a pergunta de muitos sobre se a pimenta faz mal para o fígado. Certamente, não.

Pelo contrário, pois os efeitos da pimenta no organismo são quase que essenciais, capazes até de agir como anti-inflamatório. E não para por aí, pois essa especiaria também é anticancerígena, auxilia na digestão e diminui os níveis de colesterol ruim.

Como resultado, assim como todo alimento, quando ingerida em excesso chega a danificar funções do organismo. Tudo porque ela tem sabor e ardência fortes, que podem atacar e prejudicar não apenas seu fígado, mas também outros órgãos.

Sendo assim, nossa melhor dica para você é manter esse tempero dentro das suas práticas alimentares. Afinal, embora possa ser prejudicial em excesso, se alguém perguntar se pimenta faz mal para o fígado, diga que ela não é vilã em receitas e apresenta inúmeros benefícios.

Compartilhe!

Pimentas em Promoção na Amazon





Comments are closed.