Pimenta Doce Italiana: suave, deliciosa e versátil

Compartilhe!

O sabor suave da pimenta doce italiana faz dela um tempero interessante para ser consumido verde ou maduro. E quando se diz “doce” no assunto pimenta, significa baixa ardência e gosto delicioso.

Seu calor alcança apenas 20 pontos na escala Scoville, que mede a ardência das pimentas. Algumas das mais fortes, como a Habanero, contam com 500,000 unidades de Scoville. Para você ter uma noção do quão caliente pode ser um vegetal desses… E, claro, tem quem aprecie!

Sementes dessa variedade do gênero Capsicum annuum. L são muito valorizadas na culinária italiana. E hoje você vai entender as razões de seu sucesso, entre outras curiosidades.

A planta-mãe é vigorosa e bastante produtiva; pode atingir até 1 m de altura e fornece pimentas de 5 a 19 cm de comprimento e 3 a 5 cm de diâmetro. O peso do fruto é capaz de chegar a 200 g, em média.

Quando imatura, a Pimenta Doce Italiana apresenta uma cor verde vibrante. Ao amadurecer, exibe um belo tom de vermelho.

Pimenta Doce Italiana: suave, deliciosa e versátilPimenta Doce Italiana: suave, deliciosa e versátilPimenta Doce Italiana: suave, deliciosa e versátilPimenta doce italiana

Foto: Nipapum Jiranukui por Pixabay

Trata-se da pimenta adocicada mais usada fora do Brasil. Outro título que ostenta é o de proporcionar nada mais nada menos do que o traço marcante do Peperonni italiano. Mamma mia!

Popularmente, é chamada de Pimienta Italiana Dulce  ou Sweet Italian Pepper. E se for para comparar o gosto dela ao de alguma de nossas pimentas, lembra muito o sabor da cambuci, com notas mais de assado.

A família Capsicum annuum. L é um gênero atribuído a frutos/plantas mais doces, podendo ser pimentas ou pimentões.

A Pimenta Doce Italiana é muito popular na culinária mediterrânea, que de uns tempos pra cá virou referência de comida saudável em vários cantos do planeta. E, lógico, faz parte das receitas de massas do país que inspirou seu nome.

Essa “prima” do pimentão é consumida in natura, em molhos, sopas, omeletes, pizzas, caldos, carnes, canapés, sanduíches e geleias. Enfim, em qualquer preparo no qual caia bem um toque doce especial. Quer uma sugestão? Aposte em um peixinho frito, tal qual o da foto!

E tem mais vantagens na ingestão da Pimenta Doce Italiana… Dá uma olhada na segunda parte!

Pimenta Doce Italiana: potencial medicinal

Eu não poderia esquecer as virtudes da Pimenta Doce Italiana no quesito saúde. Aliás, como é preciso destacar na enorme família das pimentas, que é provavelmente a maior entre as especiarias do mundo.

É importante lembrar que esses frutos contribuem com a digestão, têm ação vasoconstritora, atuam na prevenção de doenças como varizes; são aliados contra hemorroidas e até males do fígado.

Não faltam estudos para indicar os poderes antioxidantes da pimenta, além de sua ajuda valiosa na redução do colesterol “ruim” (LDL) e no combate a enfermidades inflamatórias como a artrite, por exemplo.

A Sweet Italian Pepper é apontada ainda como auxiliar de nosso sistema imunológico, graças à presença de vitamina A em sua composição. Sem falar em sua atuação no processo digestivo e no controle da diabetes.

Há quem diga também que ela pode aliviar dores e amenizar sintomas da depressão.

Atenção: Este post tem a função de informar, com base em dados divulgados na mídia; não substitui acompanhamento nutricional ou médico. Consulte sempre profissionais capacitados antes de fazer alterações na sua dieta ou tratamento. Pimentas também podem ter contraindicações e causar efeitos adversos, principalmente se consumidas em excesso.

Se você ficou interessado nas utilidades medicinais e culinárias que a Pimenta Doce Italiana pode oferecer, outra boa notícia é que ela é fácil de plantar, e pega bem nos mais diversos solos.

Outra notícia legal é que a Pimienta Italiana Dulce adora vasos. Assim, mesmo que você more em apartamento, poderá ter seu cantinho verde para garantir uma pimentinha que, como viu, é versátil, apetitosa e única.

Até breve!


Compartilhe!

Comments are closed.