Sementes de pimenta: para que servem? Quais os benefícios

Compartilhe!

As sementes de pimenta com certeza são mais evitadas do que o fruto já é. Mas saiba que, de pouquinho em pouquinho, é possível se acostumar com o consumo e aproveitar desse ingrediente para vários fins. Se você quer saber mais sobre, continue lendo esse conteúdo.

Sementes de pimenta

As pimentas que consumimos são frutos que, por sua vez, tem sementes em seu interior. Elas são essenciais pois na maioria dos casos tem as propriedades bem mais concentradas que o resto do produto. Dessa forma, quando são plantadas são capazes de dar origem a um novo indivíduo daquela espécie, ou seja, um pé de pimenta. Isso vale para qualquer espécie, menos para aqueles vegetais que, apesar de serem apimentados, se tratam na verdade de raízes.

Por tanto, as sementes quase sempre estarão presente mesmo que não notemos sua presença. A razão disso é que há casos onde a pimenta é muito pequena e está desidratada ou fermentada. Um exemplo é a pimenta do reino, que usamos triturada com polpa, sementes e tudo.

No entanto, algumas vezes a semente de uma pimenta serve para objetivos específicos. Muitas delas tem propriedades que não existem no resto do fruto e seu uso pode ser planejado a partir disso. Elas são, muitas vezes, muito úteis e proporcionam diversos benefícios.

Por outro lado, da mesma forma que as vezes o próprio fruto deve ser usado com cuidado, assim são as sementes de pimenta. Algumas delas devem ser descartadas na hora do consumo por serem tóxicas ou por não servirem para aquele objetivo específico.

Para que servem

Como visto acima, as pimentas tem diversos usos e benefícios, podendo ser usadas na culinária tanto em receitas salgadas quanto em doces. No entanto suas propriedades vão muito além do gosto que proporcionam aos alimentos. Sementes de pimenta, por sua vez, podem ser aplicadas em várias situações e objetivos, vejamos alguns deles:

Sementes de pimenta: para que servem? Quais os benefíciosSementes de pimenta: para que servem? Quais os benefíciosSementes de pimenta: para que servem? Quais os benefíciosSementes de pimenta

Chás

Chás desse condimento fazem muito bem a saúde por conta dos elementos em sua composição. Além disso, seu formato liquido oferece benefícios específicos juntamente com as vantagens tradicionais da propriedade desse vegetal. Podendo ajudar nas seguintes formas:

  • Melhora a digestão e auxilia na prisão de ventre;
  • Diminuí o risco de coágulos sanguíneos;
  • alivia a dor;
  • anti-inflamatório;
  • anti-expectorante;
  • auxilia no emagrecimento.

No entanto, tenha cuidado ao ingerir esse chá caso você tenha gastrite, úlcera ou azia pois pode causar irritações. Além disso, ele possui propriedades abortivas e mulheres gravidas devem ficar ciente disso antes de ingeri-lo. Outra contra indicação é para crianças menores de 2 anos, e para caso você faça uso de medicamentos específicos. No geral, consulte seu médico para ter certeza.

Pomadas

Do contrário de chás, as pomadas são produzidas para ser aplicadas na superfície da pele. Ou seja, esses produtos são ideais para quando você quer atingir um ponto específico ou se não pode ingerir pimenta.

Dessa forma, as propriedades das sementes de pimenta mais exploradas nesse caso são a de aliviar dores e combater inflamações. Pomadas feitas a partir desse vegetal são excelentes em combate a esses sintomas e podem ser usadas nas seguintes situações:

  • dores da artrite e reumatismo;
  • rigidez e dificuldade para movimentar as articulações;
  • dores de pancadas;
  • acelerar a recuperação de torções;

Assim como os chás, as pomadas também tem contra indicações. Nesta, caso você observe uma reação alérgica ao aplicar o produto, suspenda o uso e fale com um médico. Existem pomadas com diversas concentrações de pimenta, talvez você deva usar uma menos intensa.

Seu uso através do tempo

Dentre as variedades de pimenta costuma-se a associar sua origem a duas regiões: as Américas e a Ásia. Como todos nós devemos conhecer, no século XV os europeus buscavam suas especiarias majoritariamente na Índia. Através dessas comercializações, eles já tinham contato com a pimenta hoje conhecida como pimenta do reino.

Lá, o uso de sementes de pimenta, assim como o fruto em si, eram usadas a muito tempo para vários objetivos. Entre eles, temperar pratos, afinal a culinária asiática é amplamente conhecida por ser picante. Além disso, eram usadas também na sua medicina, os efeitos do vegetal já eram conhecidos.

Uma filosofia praticada na Índia a milênios é a Ayurveda, que significa “ciência da vida” em sânscrito. Nela, acredita-se que a mente e alimentação são os maiores influenciadores da nossa saúde. Por isso, utilizava-se da comida para prevenir e tratar doenças, as sementes de pimenta eram elementos importantes nisso.

Entretanto, outros tipos como a malagueta, caiena, jalapeño e tabasco são originadas das Américas, especialmente a central. Assim como na Ásia, as sociedades dessa região também exploravam os sabores e os benefícios que esses temperos traziam para a comida.

Sementes de pimenta: para que servem? Quais os benefíciosSementes de pimenta: para que servem? Quais os benefíciosSementes de pimenta: para que servem? Quais os benefíciosSementes de pimenta

Benefícios e contra indicações das sementes de pimenta

Como visto no decorrer desse texto, as sementes de pimenta e o fruto oferecem diversos benefícios para nosso organismo. Entre eles, temos as seguintes funções:

Antioxidante

Radicais livres são moléculas produzidas naturalmente pelo nosso organismo mas que podem causar danos ao nosso corpo. A ação do oxidante, encontrado na pimenta do reino, é de justamente neutralizar essas moléculas, podendo até evitar o câncer.

Ação termogênica

A maioria das sementes de pimenta são capazes de acelerar o metabolismo e aumentar o gasto calórico. Dessa forma, são alidadas na perda de peso.

Melhora o humor

Capazes de aumentar a produção de serotonina no corpo, as pimentas podem nos tornar pessoas mais tranquilas e felizes

Absorção de nutrientes

No meio de outros alimentos, algumas pimentas podem aumentar a absorção de alimentos. Dessa forma, a refeição fica muito mais nutritiva e proveitosa.

Melhora a digestão

Além de estimular a produção de mais saliva na hora da alimentação, ela também melhora a secreção de fluidos gastro-intestinais. Isso torna ela uma ótima aliada na digestão.

Circulação sanguínea

Por ajudar na digestão e no metabolismo, consequentemente ela melhora o sistema circulatório.

No entanto, é sempre necessário ficar atento a pimenta na alimentação. Ela traz benefícios se consumida moderadamente, mas em excesso pode causar irritações nas mucosas (boca, nariz e intestino). No caso da pimenta, pode até contribuir para pedras nos rins.

O que achou do nosso texto? Comente conosco para sabermos. Também compartilhe nas redes sociais.

Compartilhe!

Comments are closed.