Pimenta Rosa: benefícios para a saúde e como consumir

Compartilhe!

Pimenta rosa benefícios

Você já ouviu falar em pimenta rosa? Esse pequeno fruto, que possui além desse muitos outros nomes, como aroeira-vermelha, por exemplo, tem uma característica bastante agradável. Por isso, tem conquistado mais espaço na alimentação, além de auxiliar oferecendo também benefícios à saúde.

E para que você entender melhor sobre esses e outros aspectos dessa pimenta, vamos abordar nesse post detalhes sobre esse produto, como suas características, formas de plantio e como você pode agregá-lo ao seu cardápio. Então, não deixe de acompanhar esse artigo que preparamos!

Veja também – Geleia de pimenta: aprenda 10 deliciosas receitas!

Selecionamos alguns tópicos que irão te ajudar a conhecer mais sobre a pimenta rosa. Acompanhe:

  • Conheça mais sobre as características desse produto
  • Veja como são plantadas essa espécie
  • Quais os benefícios elas oferecem a saúde
  • Como você pode acrescentar a pimenta rosa em sua alimentação

Conheça mais sobre as características desse produto

A pimenta rosa é o fruto de uma árvore típica da região brasileira, a aroeira, e tem ganhado maior proporção no ponto de vista comercial há pouco mais de 20 anos, sendo vendida como condimento, tanto aqui no país quanto para outros países no mundo.

Nesse período, muitos pesquisadores e, também, a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) têm desenvolvido estudos e tecnologias a fim de obter o melhor produto final para os consumidores.

Apesar de ser visualmente semelhante à pimenta do reino vermelha, a pimenta rosa tem características muito diferentes, a começar pelo fato de ser um fruto da aroeira, enquanto a pimenta do reino é produzida a partir da Piper Negrum. Ela também tem um sabor mais adocicado e leve.

Veja como é feito o plantio dessa espécie

Por ser uma planta típica no nosso país, o plantio das mudas de aroeira pode ser feito também em residências. No entanto, especialistas afirmam que é necessário ter cuidado com as plantas a fim de evitar reações alérgicas.

Veja também – Pimenta do reino: conheça os benefícios e usos

Ela atinge um porte médio e, por isso, você precisará de um espaço no quintal, por exemplo, para garantir que a planta terá espaço suficiente para o seu desenvolvimento. Outra dica é fazer a plantação em terreno adubado com material orgânico e que tenha acesso ao sol de forma abundante.

É essencial regar semanalmente e se atentar ao período de colheita dos frutos, que costuma ser entre janeiro e junho.

Saiba como fazer:

  • Se o plantio for feito por mudas, é importante regar todos os dias pelo período de 2 meses e só poderá ser transplantada depois que atingir pelo menos 6 centímetros.
  • Já se você optar por plantar as sementes, é recomendado que você coloque direto na terra no máximo duas delas, depois de terem sido colhidas.
  • Em ambos os casos, é importante que você se atente à qualidade do substrato. Ele precisa ter uma taxa de germinação maior do que 50%.
  • Uma outra dica é escolher um terreno que seja um pouco mais úmido, para que a planta possa crescer da melhor forma.

Benefícios da pimenta rosa

Apesar de tão pequeno, esse condimento traz muitos benefícios para a saúde da população, que são:

Auxilia no combate ao Alzheimer: Em uma pesquisa desenvolvida por alunos de pós-graduação da USP, foram avaliados os efeitos da pimenta rosa no combate à progressão do Alzheimer e, também, no auxílio à prevenção da doença.

E, por se tratar de um condimento ainda pouco conhecido do ponto de vista das pesquisas, os dados revelaram uma melhora significativa na qualidade de vida das pessoas que participaram, reduzindo os danos causados por essa doença.

Veja também – Benefícios da pimenta: conheça os principais para a sua saúde

São antioxidantes: Outro fator importante é que essa pimenta possui função antioxidante, ou seja, tem em sua composição substâncias que podem contribuir para o combate ao câncer, por exemplo.

Possui vitaminas: Ela possui vitaminas B1, B2, C e E, que são grandes aliadas do nosso corpo.

Ajudam a emagrecer: Ajuda a dar maior saciedade, o que contribui diretamente para a menor ingestão de alimentos. Assim, se você consome uma quantidade diária desse produto em sua alimentação, é possível ter uma redução de peso. Além disso, também proporciona uma melhora na obesidade.

Possui outras substâncias boas para o organismo: Como fibras, cálcio e ferro, que ajudam no bom funcionamento do nosso corpo e permitem uma melhor qualidade de vida.

E, por trazer tantos benefícios à saúde de quem consome a pimenta rosa com regularidade, é importante associar o seu uso ao consumo de alimentos saudáveis, como modo de contribuir ainda mais para o seu corpo.

Como consumir?

Por ter um aroma mais leve e adocicado, como mencionamos aqui no artigo, ela combina muito bem com diversos tipos de prato. Há quem diga que a pimenta rosa é uma “pimenta falsa”, por ter uma ardência menor do que as outras que também são consumidas.

Dessa forma, você pode inserir esse condimento em suas preparações de carnes vermelhas e suínas, aves e carnes de caça. Dá um sabor especial às saladas, molhos, suflês e cremes.

E você também pode utilizar toda essa versatilidade da pimenta nas sobremesas, como sorvetes, doces, caldas e chocolates. Nessas horas, vale usar sua imaginação! Ela possui uma coloração e um aspecto visual muito bonito e, por isso, também pode ser usada na finalização dos pratos.

O recomendado é consumir, no máximo, cerca de 10 grãos por prato ou, no máximo, uma colher de sopa ao dia, para conseguir obter os benefícios oferecidos por esse condimento.

Conclusão…

Quais as principais características da pimenta rosa, por meio do plantio da aroeira, que é uma planta típica do nosso país e da América do Sul. Abordamos também ao longo do artigo todos os benefícios que esse condimento oferece à saúde de quem consome com regularidade e como você pode utilizar em seus preparos.

E agora que você já conhece mais sobre essa pimenta, vale a pena começar a inseri-la em sua alimentação, não é mesmo?

E não esqueça de compartilhar por aqui o seu comentário e, também, suas opiniões relacionadas a esse assunto.


Compartilhe!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *