Pimenta longa geralmente é utilizada como condimento e especiaria

Compartilhe!

Muito utilizada na culinária, a pimenta longa também oferece vários benefícios para nossa saúde.

Condimento muito popular na região Norte, atualmente esta espécie vem conquistando o paladar e os pratos de brasileiros de todos os cantos. Além da gastronomia, esta pimenta mostra-se muito útil para o fornecimento do safrol.

Este óleo vegetal é valioso para a produção de fixadores de fragrâncias e também de inseticidas naturais. Assim, esta planta mostra-se um importante recurso sustentável para a geração de renda de pequenos produtores rurais.

Conheça agora um pouco mais sobre as características desta planta, os benefícios que ela oferece para a saúde e como utiliza-la na gastronomia.

O que é pimenta longa?

Pimenta longa é uma planta da família Piperaceae, espécie encontrada com frequência na região norte do país, especialmente no estado do Acre.

O nome científico dela é Piper longum, mas popularmente recebe nomes como pimenta indiana, indonésia e javanesa. Isto ocorre em virtude de usa origem ser asiática. A planta surgiu, e se adapta melhor, em regiões de clima tropical.

De sabor picante, esta espécie é utilizada, assim como a pimenta do reino, seca e moída. Desta forma, torna-se ideal para ser usada como condimento.

A planta, de porte grande, produz frutos pequeninos de cor alaranjada que crescem em galhos que lembram espigas.

Além de condimento, a pimenta longa também é utilizada com várias finalidades medicinais. Dentre elas, destacam-se a melhora da memória e do sistema digestivo, diminuição da ansiedade, ativação do sistema circulatório e combate à insônia.

A indústria farmacêutica e de perfumes também utilizam as várias propriedades dessa planta. Ela faz parte da composição de tintas, herbicidas, repelentes, inseticidas e mais.

O óleo safrol, produzido a partir dela, também serve para fixar a fragrância de perfumes.

Pimenta longa geralmente é utilizada como condimento e especiariaPimenta longa geralmente é utilizada como condimento e especiariaPimenta longa geralmente é utilizada como condimento e especiariaPimenta longa

Principais características

De formato alongado, que lembra espigas de milho, a pimenta longa apresenta sementes pequenas que muito se assemelham à pimenta do reino. Quando maduras, estas sementes passam da coloração verde para a marrom.

Depois de moída, ela oferece uma ardência moderada e um sabor adocicado. Existem muitas variedades desta espécie e, dependendo de sua origem, tanto o sabor quanto o nível de ardência podem variar.

Algumas se destacam pelo sabor e ardência, enquanto outras variedades são muito aromáticas.

A colheita é realizada após a maturação das sementes que são levadas ao sol para secar. Entretanto, elas não são moídas, mas trituradas ou amassadas até que virem pó.

Em seguida, podem ser utilizadas no preparo de pratos diversos. O aroma e sabor fazem com que, em vários países, ela seja utilizada no preparo de conservas variadas.

Na medicina indiana (ayurvédica), esta pimenta é muito receitada por apresentar propriedades que favorecem a saúde e aumentam a expectativa de vida.

Sua conservação é estendida por anos, quando ela é mantida dentro de um recipiente em um local escuro, seco e arejado.

Benefícios para o organismo

A pimenta longa, assim como as demais espécies, proporciona vários benefícios para nossa saúde. Popularmente, a planta é famosa por favorecer os sistemas digestivo e pulmonar.

Além de aliviar dores de estômago, o consumo dessa pimenta também provoca a limpeza das paredes internas do órgão. Isto previne problemas como congestionamento estomacal, prisão de ventre e má digestão.

Esta espécie, em especial, é reconhecidamente valiosa por suas propriedades adstringentes no tratamento de feridas e também por facilitar a circulação sanguínea.

O sistema respiratório é beneficiado pela pimenta ao auxiliar no tratamento de tosse e ajudar na eliminação de mucos e pigarros.

Outra propriedade importante da pimenta longa é sua capacidade de aceleração do metabolismo, aumentando o gasto com energia. Isto é ideal para quem quer emagrecer.

Uma qualidade que poucas pessoas sabem sobre esta planta é o seu efeito sobre os órgãos envolvidos na reprodução. Ela faz parte de vários tratamentos que envolvem problemas de disfunção erétil.

Pessoas que sofrem de problemas relacionados à ansiedade, insônia e até epilepsia percebem melhora nos sintomas ao adotarem o consumo de pimenta. Outros benefícios são o auxílio no alívio de dores e fortalecimento capilar.

Entretanto, nem todo mundo deve consumir pimentas. Pessoas com problemas digestivos graves, mulheres amamentando ou grávidas devem consultar um médico antes de consumir a planta.

Pimenta longa geralmente é utilizada como condimento e especiariaPimenta longa geralmente é utilizada como condimento e especiariaPimenta longa geralmente é utilizada como condimento e especiariaPimenta longa

Como utilizar a pimenta longa

Muito popular na culinária asiática, a pimenta longa também tem ganhado espaço em cozinhas de outros continentes.

Atualmente, os brasileiros têm se deparado com esta especiaria em diferentes tipos de pratos. Versátil, saborosa e de ardência marcante, ela acrescenta personalidade a carnes, saladas, molhos e até doces.

Dentre as carnes, não há restrição para o uso desta pimenta. Seja carne vermelha, branca ou de caça, o sabor será ressaltado com sua utilização no preparo.

E não são apenas as sementes que são aproveitadas na culinária. As folhas da planta são utilizadas moídas como tempero e também em razão de seu aroma único.

Casas de sorvetes e doces têm surpreendido seus clientes com novidades que incluem a pimenta longa em suas receitas.

Pimenta longa na culinária

À medida que a especiaria foi se tornando mais conhecida, mais pratos foram sendo elaborados com ela. Seu aroma único e suas propriedades nutricionais a tornam ainda mais requisitada.

Como vimos, as carnes ganham um toque especial com a contribuição da pimenta longa. Receitas com carne de porco, cabra, cordeiro, peixes e aves igualmente adquirem uma ardência especial e um aroma suave.

Churrascos temperados com esta espécie constantemente arrancam elogios dos apreciadores.

Queijos frescos, temperados levemente com o condimento, ganham um aroma inovador e adquirem uma personalidade única no sabor.

Saladas de frutas igualmente recebem um sabor diferenciado com alguns toques de pimenta longa.

O preparo de doces, sorvetes e bolos também fica mais saboroso e com um perfume levemente adocicado. Na confeitaria, destacam-se bolos, chocolates e até pudins que surpreendem e encantam quando associados com esta pimenta.

Já nas sopas de carnes, vegetais ou legumes, o sabor fica ressaltado com o uso desta especiaria. Dentre elas, destacam-se o molho e a sopa de tomates que, temperadas com a pimenta longa, tornam-se ainda mais saborosas. Sem dúvida, vale a pena conhecer mais essa espécie.

Compartilhe!

Comments are closed.