Pimenta calabresa: origem, características e consumo

Compartilhe!

A pimenta calabresa figura entre os temperos mais utilizados na culinária brasileira. Em meio a tanta variedade, a tarefa de encontrar as pimentas que mais agradam os diferentes tipos de paladares não é facilitada, não é mesmo?

Se você também é um amante de pimentas e não deixa de apreciar o leve ardor que elas trazem em seus pratos, sabe como é crucial experimentar novos aromas e sabores.

Além de conhecer novos tipos de pimentas, saber certas curiosidades a respeito delas é essencial para todos os que realmente gostam do assunto. Sejam elas super picantes ou menos ardidas, o fato é que esse tempero se faz presente no dia a dia de inúmeras famílias brasileiras.

Nesse contexto, a pimenta calabresa tem se tornado ainda mais conhecida, uma vez que já caiu no gosto popular devido ao seu incrível sabor e às diversas possibilidades culinárias que traz consigo.

Pensando nisso, apresentamos, ao longo deste artigo, informações relevantes sobre a pimenta calabresa. Boa leitura!

Curiosidades

A pimenta calabresa tem um segredo que poucas pessoas conhecem: na realidade, ela não pode ser considerada uma pimenta!

Ficou surpreso?

Na verdade, ela é obtida por meio da desidratação e do processo de flocagem de pimentas vermelhas. É dessa forma que surge a pimenta calabresa!

Ela é bastante utilizada na culinária brasileira para fazer com que as receitas fiquem um pouco mais picantes. Logo, ela é usada como tempero nos mais variados pratos e sua utilização é ilimitada, englobando queijos, azeitonas, picles, ovos, frutos do mar, carnes, embutidos, entre outros.

Pimenta calabresa: origem, características e consumoPimenta calabresa: origem, características e consumoPimenta calabresa: origem, características e consumoPimenta calabresa

Consumo

Uma das principais vantagens de consumir pimenta calabresa consiste no fato de que ela pode ser facilmente encontrada nos mercados. Quando você sentir vontade de deixar sua refeição com um sabor mais ardido, terá à disposição uma alternativa perfeita para qualquer combinação.

Quanto à saúde, é de conhecimento geral que as pimentas fazem bem ao organismo, contribuindo, até mesmo, para prevenir o câncer. Desse modo, ingerir diariamente pequenas quantidades é fundamental para garantir o bom funcionamento das funções corporais e evitar doenças.

Características

Conforme mencionado, a pimenta calabresa não é uma variedade ou uma espécie de pimenta, mas um tipo de pimenta moída e seca amplamente consumida no Brasil.

Ela é utilizada, sobretudo, como condimento na preparação da linguiça calabresa – embutido de origem brasileira (provavelmente inspirado na “Salsiccia di Calabria”), mas criado no bairro do Bixiga (bairro paulistano) e muito usada em pizzas e outras massas.

Na maioria das vezes, as pimentas calabresas são feitas a partir de pimentas dedo-de-moça (cujo nome científico é Capsicum baccatum).

Pimentas em flocos

Você pode encontrar, fora do Brasil, pimentas em flocos similares à pimenta calabresa. Se estiver no exterior, procure pelas chamadas crushed red peppers. As pimentas em flocos, geralmente, serão feitas com pimentas da variedade Caiena (Cayenne pepper).

Origens da pimenta calabresa

Se, por acaso, alguém oferecer a você sementes da pimenta calabresa, fique certo de que estão tentando enganá-lo, uma vez que não há pimentas calabresas frescas.

As pimentas que foram levadas do continente americano para a Europa ao longo do século XV se adaptaram muito bem à região da Calábria – região localizada no Sul da Itália, em que o inverno não é tão rigoroso quanto em outras áreas do Velho Continente e o solo é muito arenoso.

A temperatura média da Calábria é de 18 graus, variando de 11 graus (inverno) a 25 graus (verão). Isso significa que a região é, por exemplo, mais quente que a cidade de Curitiba, capital do Paraná.

Costumeiramente plantadas nos meses de fevereiro e janeiro, as sementes são lançadas ao solo no auge do inverno e, quando o verão se inicia, elas já estão prontas para serem colhidas.

A espécie Capsicum annuum é que melhor se adaptou à região italiana. Além de resistir bem ao frio, ela mantém uma alta concentração da substância capsaicina (responsável pelo ardor), diferente do que ocorre com as Capsicum chinense que, no Caribe, produzem as mais ardidas pimentas de todo o mundo, devido ao intenso calor que incide o ano todo sobre essa região da América Central.

Os italianos denominam as pimentas por meio do termo “peperoncino picante” e não conferem muita importância às sutis diferenças que existem entre elas, uma vez que as variedades de Capsicum annuum são bem parecidas em termos de ardência, embora umas sejam claramente mais ardidas do que outras.

Na Calábria, as variedades mais plantadas são:

  • Mirassol;
  • Caiena;
  • Pimenta de mesa;
  • Peperone Salomon;
  • Vulcão;
  • Cherry Bomb.

Pimenta calabresa: origem, características e consumoPimenta calabresa: origem, características e consumoPimenta calabresa: origem, características e consumoPimenta calabresa

Afinal, por que não existe pimenta calabresa?

A pimenta calabresa, enquanto resultado de processos de secagem das pimentas diretamente expostas ao calor do sol, é triturada mecanicamente ou manualmente (em um pilão).

Na gastronomia e culinária calabresas, as pimentas secas são bastante usadas (variando, porém, sua picância) de acordo com o sabor final desejado em pratos principais ou antepastos.

Outros alimentos originários da Calábria

Confira, a seguir, alguns outros alimentos que se originaram na mesma região do Sul da Itália.

Salame Peperone

O Salame Peperone (Pepperoni) é uma variação ítalo-americana consideravelmente mais apimentada em comparação ao salame tradicional, sendo feito de carne bovina e suína (com toucinho em algumas preparações).

Os peperones são descendentes dos salames típicos da Itália, como, por exemplo, o picante napolitano – salsicha de carne de porco bastante picante originalmente criada em Nápoles.

Esse salame é utilizado frequentemente como cobertura de pizzas em restaurantes de estilo americano. Trata-se da cobertura mais popular entre as pizzas nos Estados Unidos, estando presente em, pelo menos, 30% delas.

Antipasto Sardela

É uma entrada saborosa feita à base de azeite, pimenta, aliche ou sardinha anchovada, pimentão vermelho e temperos. Seu sabor é muito característico, forte e bastante encorpado.

Geralmente é servido, como entrada, diretamente sobre fatias de pães levemente torrados ou in natura ou, até mesmo, sobre deliciosas focaccias. Na Itália, além de entrada ou aperitivo, a Sardela é servida sobre pratos com frutos do mar, pizzas e spaghettis.

Cumpre ressaltar, por fim, que a pimenta calabresa floculada e seca (ou seja, a original) é nada mais que a pimenta da espécie Capsicum annuum – embora seja possível encontrá-la, também, nas variedades Peperone Salomon e Caiena.

Em nosso país, as pimentas calabresas que encontramos nos mercados são, em sua grande maioria, pimenta dedo de moça floculada e seca. Na culinária do Brasil, a pimenta calabresa tem uso praticamente ilimitado.

Compartilhe!

Comments are closed.