Pimenta biquinho: benefícios e como plantar

Compartilhe!

Pimenta biquinho benefícios

Quem está procurando inserir no seu cardápio alguns temperos, certamente já se deparou com a pimenta biquinho. Ela é consumida por muitos adoradores de pimentas.

Se você tem dúvidas sobre qualquer coisa relacionada a este alimento, fique atento a este artigo. A primeira informação que você deve ter é a de que ela tem, sim, nutrientes que favorecem à saúde, os quais abordaremos mais abaixo. Além disso, vamos explicar o que ela é e como se planta.

O que é a pimenta biquinho

O nome científico desta pimenta é Capsicum chinese e a família é a Solanacae. Embora tenha esse nome que nos lembra a China, ela é nativa do Brasil.

Veja também – Moedor de Pimenta: tipos e como escolher

Morfologicamente, ela possui uma cor bem vermelha e mede cerca de três centímetros de comprimento. Sua largura chega, em média, a mais ou menos 1,5 centímetros na parte mais gordinha dela e 2 milímetros na parte de cima, onde fica o famoso bico da pimenta.

Aliás, este nome pelo qual ela é popularmente conhecida é justamente por causa do formato triangular pontiagudo. Ela é redondinha com um biquinho para a frente, daí o nome. Além disso, a sua consistência é crocante e saborosa.

Pimenta biquinho

Seu outro nome conhecido é por pimenta de cheiro. Então, se você não conhece a pimenta biquinho, mas conhece a pimenta de cheiro, saiba que no final é tudo a mesma coisa.

A intensidade do seu sabor é picante, o que atrai muitos adeptos. Ela pode ser ingerida sozinha, no entanto, normalmente é agregada a alguns pratos, para dar mais sabor.

Os pratos em que ela mais é usada são carnes em geral (bovina, frango, peixes, etc.) e molhos. Além disso, assim como no caso de outras pimentas, é normal encontrá-la em conserva, inclusive misturada com cachaça, o que é sucesso no estado de Minas Gerais.

Veja também – Pimenta Preta: benefícios e como usar

Ah, e falando em Minas Gerais, é exatamente lá onde ela faz mais sucesso. Provavelmente pelo fato da proximidade das plantações, já que elas têm sido feitas no Sudeste do país.

Outra informação interessante, relacionada com o tópico abaixo dos seus benefícios, é que ela não é usada somente para dar sabor à comida. Muitas vezes se utiliza da pimenta biquinho como medicamento rubefaciente ativo. Isto significa que ela faz, a partir do contato, um estímulo na circulação do local em que é aplicada. A consequência disso é que aumenta a temperatura, a pessoa sente uma sensação de conforto e as dores no local diminuem.

Benefícios da pimenta biquinho

As pimentas, em geral, trazem benefícios à saúde em função dos seus componentes, como a capsaicina. Como todos os tipos de comida, no entanto, não podemos abusar e comer indiscriminadamente – afinal, tudo que é demais faz mal.

Veja também – Diferença entre Pimenta e Pimentão

No caso da pimenta biquinho não é diferente. Ela é classificada como um alimento funcional – ou seja, que faz bem para a saúde. Veja os principais benefícios desta pimenta:

  • Ajuda a prevenir o câncer: a capsaicina contém elementos que fazem com que alguns tipos de câncer possam ser evitados em alguma medida. O câncer de próstata é um desses, e é comprovado que esta pimenta ajuda na diminuição do Antígeno Prostático Específico (PSA), cuja alteração é um dos fatores da doença.
  • Ajuda a prevenir a diabetes tipo 2: a pimenta biquinho, assim como outras, também é um alimento de baixo índice glicêmico. Isto quer dizer que a ingestão dela faz com que o corpo controle a glicose (açúcar) e a insulina. Controlando estes agentes, que alterados causam a diabetes tipo 2, ajuda a evitá-la. Ressaltamos que é evidente que se você tem uma alimentação completamente desbalanceada e come a pimenta biquinhos não pode esperar milagres, certo? Quem quer os benefícios, tem de adaptar sua alimentação como um todo.
  • Ajuda com ação anti-inflamatória: a capsaicina também é muito boa para combater inflamações. Se você tem artrite, por exemplo, ela pode ser um bom alimento auxiliar e complementar às suas medicações.
  • Ajuda a prevenir doenças cardíacas: ela pode atuar diminuindo as chances de um coágulo no sangue, ao afiná-lo. Além disso, pode ajudar contra outras doenças cardíacas, como o AVC. Também é bom para controlar o colesterol.
  • Ajuda a aumentar a imunidade: se você tende a ficar imunodeprimido por algum motivo (doença crônica ou remédio de uso contínuo, por exemplo), a pimenta biquinho pode ser de bom uso. Isso porque ela é rica em vitamina A e em outras substâncias que ajudam o seu corpo a combater doenças.
  • Ajuda a emagrecer: veja só. Ela tem baixa caloria, o que significa que você pode comê-la de forma moderada. Ela acelera o metabolismo, o que quer dizer que queima mais gordura. Complementarmente, também auxilia o processo digestivo – onde, aliás, pode até mesmo prevenir a formação de úlceras.

Como plantar

Se você se apaixonou tanto por essa planta que quer tê-la em casa, saiba que é possível. É por isso que vamos dar agora dicas de como plantá-la.

  • Preparando o solo: ela pode ser colocada em áreas pequenas. Deve ter boa drenagem de água e bastante matéria orgânica.
  • Escolhendo semente ou muda: isso é uma opção sua. Ela pode ser comprada nas duas opções e varia muito de acordo com o desejo do consumidor.
  • Como adubar: é bom fazer a chamada adubação foliar semanal, que começa apenas depois que surge o primeiro par de folhas da planta. Você pode aplicar até mesmo o adubo orgânico 30 dias antes de plantar. Plantando em vasos, faça semanalmente.
  • Irrigar: pesquisadores dizem que deve ser feito com frequência, de preferência, fora do turno da manhã.
  • Plantio: de preferência, plante entre os meses de fevereiro e agosto, porque a temperatura mínima não deve ser inferior a 18º C nem maior de 35º C.
  • Colheita: entre três e quatro meses após plantar, aparecem os primeiros frutos para colheita.
  • Evitando doenças e pragas: muitas podem atingi-la. Para evitar, você deve fazer com que a planta não fique muito úmida.

Como estamos vendo, não é nada de outro mundo plantar esta pimenta. Caso tenha se interessado pela planta, pode fazê-lo em casa mesmo, numa pequena horta ou em vaso. Aproveite os benefícios e o sabor deste alimento para inseri-lo no cardápio direto da horta de casa.


Compartilhe!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *